Torcedores fazem abaixo-assinados a favor e contra a venda da SAF do Vasco
Quarta-feira, 03/08/2022 - 22:03
Eduardo Ferrari Oficial ūüēČ @EDUFERRARI98
Torcida faz abaixo assinado em favor da SAF... Torcida do Vasco fazendo história mais uma vez!
https://www.change.org/p/sim-á-saf-vasco-movimento-histórico-da-torcida-cr-vasco-da-gama?utm_content=cl_sharecopy_34052012_pt-BR:0&recruiter=712269632&recruited_by_id=b00e6410-2938-11e7-b1d7-b7ab88fbb360&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=psf_combo_share_message&utm_term=share_for_starters_page

Fonte: Twitter do jornalista Eduardo Ferrari/Vasco Connection


√ćntegra do texto do abaixo-assinado a favor da SAF

Sim á SAF VASCO! Movimento histórico da Torcida CR Vasco da Gama

Douglas Ferreira fez este abaixo-assinado

Diante da Lei 14.193 da SAF, que entrou em vigor no dia 06 de agosto de 2021, o Clube de Regatas Vasco da Gama, iniciou um processo o qual nós torcedores entendemos que irá de fato reestabelecer o VASCO em um cenário onde realmente devemos está, equilíbrio financeiro, gestão e qualidade profissional, hoje nós TORCEDORES, entendemos que a SAF é o melhor caminho. E ao decorrer desse processo, estamos nos deparando com pessoas que visam apenas o interesse pessoal e querem atrapalhar o andamento do processo, quanto ao CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA, somos os maiores detentores do clube e precisam entender o que a maioria quer! Vamos mostrar que podemos fazer história!

SAF VASCO! /+/

AVANTE! /+/

Fonte: Change.org


CASACA!

CARTA ABERTA AOS S√ďCIOS VASCA√ćNOS AOS TORCEDORES E √Ä SOCIEDADE BRASILEIRA
Leia e assine: https://www.vascoeucompro.site/carta-aberta

Um documento idealizado e promovido pelos vasca√≠nos Rodrigo Lames e Ant√īnio Moura est√° agrupando a resist√™ncia pelo Vasco. O texto √© uma carta aberta aos s√≥cios, aos torcedores e √† sociedade brasileira com argumentos contr√°rios √† venda do futebol do clube para a 777 Partners.

Entre as assinaturas registradas nas primeiras horas, podemos ler os nomes de vários beneméritos, participantes de grupos historicamente em lados opostos na política do Vasco, sócios Off-Rio, integrantes de torcidas organizadas, membros de canais vascaínos no Youtube e torcedores de uma forma geral.

Fonte: Youtube Casaca


Pedido de reflexão aos vascaínos - Carta aberta aos sócios, aos torcedores e à sociedade brasileira.

Esta CARTA ABERTA n√£o √© uma competi√ß√£o de assinaturas entre quem √© contra e a favor da SAF. √Č um pedido de reflex√£o aos s√≥cios, aos torcedores e ao povo brasileiro. Inclusive, esse documento est√° unindo v√°rias pessoas e grupos que sempre estiveram em lados opostos, vasca√≠nos que defendem a perman√™ncia no modelo associativo e vasca√≠nos que querem a SAF, mas entendem que existe projetos bem melhores que esse da 777 proposto pela atual gest√£o. Nossa campanha teve a honra de divulgar a CARTA ABERTA AOS S√ďCIOS VASCA√ćNOS, AOS TORCEDORES E √Ä SOCIEDADE BRASILEIRA, idealizada por um vasca√≠no, o Rodrigo Lames, um torcedor comum, que n√£o √© s√≥cio e nem faz parte de grupos pol√≠ticos (alguns canais de imprensa j√° divulgaram equivocadamente que ele faz parte de um grupo pol√≠tico). Enfim, recomendamos a sua leitura, de cora√ß√£o aberto. √Č um apanhado da situa√ß√£o que vivemos no pa√≠s, da hist√≥ria do Vasco, daquilo que √© a nossa ess√™ncia e de todos os epis√≥dios que a grande m√≠dia ocultou durante o processo de venda do nosso futebol para a 777. Segue o link para assinar a Carta Aberta est√° no fim do v√≠deo e no primeiro coment√°rio fixado abaixo.
A narração da Carta Aberta foi feita pelo jornalista Jorge Luiz Gil e esse áudio foi extraído de uma live no dia 03/08/22 do Canal No Radar Vascaíno, confira o debate completo em: https://youtu.be/-65xjjr05X0?t=933



Fonte: Youtube #VASCOEUCOMPRO


√ćntegra do texto do abaixo-assinado contra a SAF

CARTA ABERTA AOS S√ďCIOS VASCA√ćNOS, AOS TORCEDORES E √Ä SOCIEDADE BRASILEIRA.

Nosso pa√≠s est√° cada dia mais cheio de √≥dio, pobre e fragilizado em sua soberania. √Č nesse contexto que nossa torcida est√° dividida como nunca. A dificuldade que a centen√°ria institui√ß√£o Club de Regatas Vasco da Gama passa faz parte de um problema mais amplo. Enfrentamos uma causa maior do que n√≥s mesmos, no futebol do pa√≠s e em toda nossa sociedade. Estamos vivendo numa era de narrativas criadas dentro de uma l√≥gica global mercantilista, com o objetivo de atirar todos contra todos. Com a sociedade dividida, √© mais f√°cil tomar o que √© do povo. Perdendo a f√© na for√ßa do coletivo; come√ßamos a achar que √© melhor tudo ter um dono e que outras pessoas tomem as decis√Ķes em nosso lugar. E a venda do futebol do Vasco acaba sendo reflexo desse modo de pensar; por√©m isso contraria completamente a nossa hist√≥ria de gl√≥ria, lutas e vit√≥rias. Certa vez, vasca√≠nos remaram contra e enfrentaram o modo de pensar dominante na sociedade brasileira. Quando seus valores foram colocados √† prova, emitiram sua famosa Resposta Hist√≥rica: escolheram o rebaixamento de Liga ao inv√©s de discriminar oper√°rios pobres e negros. Fomos forjados com base em um princ√≠pio: a dignidade das pessoas √© mais importante que campeonatos de futebol. A partir disso, o Vasco se tornou o 1¬ļ e verdadeiro time do povo e isso incomodou os poderosos e seus interesses. Relembrar esse enfrentamento nos faz entender o motivo pelo qual nunca fomos os preferidos da grande m√≠dia, que sempre esteve a servi√ßo dos poderosos daqui e de outros pa√≠ses. Esse ano, nossa torcida foi bombardeada pela propaganda a favor da venda do nosso futebol, divulgando-a como √ļnica solu√ß√£o, certa e garantida. Espalharam amplamente a promessa de um dos donos da 777 Partners, fundo de capital norte-americano sediado em Miami, que est√° prestes a nos comprar: "Essa vai ser a √ļltima vez na hist√≥ria, que o Vasco vai jogar contra o Flamengo com uma desvantagem no or√ßamento". A empolga√ß√£o inicial de muitos vasca√≠nos foi grande, n√£o sem motivo: isso nos colocaria j√° em 2023, com a maior receita do futebol brasileiro e com chances imediatas de t√≠tulos. Hoje sabemos que a verdade n√£o √© bem assim. A promessa real √© que o Vasco estar√° somente entre as 5 maiores receitas e n√£o vai ser ano que vem, ser√° apenas em 2027. Detalhes referentes ao processo de venda, quando foram mencionados, apareceram somente em portais de not√≠cias. A maioria dos fatos acabou oculta dos vasca√≠nos pela grande m√≠dia: Ocultaram que as mais bem sucedidas empresas de futebol do mundo, tiveram como objetivo o chamado "sportswashing": pr√°tica na qual um indiv√≠duo, corpora√ß√£o ou governo, patrocina ou compra equipes esportivas para melhorar sua reputa√ß√£o, muitas vezes manchada. Que no Brasil, a experi√™ncia de clubes empresa ainda √© embrion√°ria. Em sua maioria s√£o pequenos clubes, criados com o objetivo de lucrar ao revelar jogadores e vend√™-los para o exterior. Poucos s√£o os grandes que se aventuraram nesse tipo de neg√≥cio. No Cruzeiro, a divulga√ß√£o inicial da venda foi de 1,4 bi (400 milh√Ķes + 1 bi em d√≠vidas) por 90% das a√ß√Ķes. Virou 400 milh√Ķes na apresenta√ß√£o do conselho. No fim, ap√≥s contrato vazado, viram que esse valor seria somente de 50 milh√Ķes e o restante viria da receita do pr√≥prio clube em at√© 5 anos (s√≥ os CTS Toca I e II foram avaliados em 150 milh√Ķes). Hoje, ap√≥s quatro meses do contrato assinado, o novo dono Ronaldo Fen√īmeno, j√° recebeu ofertas para revender a√ß√Ķes da SAF e ofereceu 10% delas pelo valor de 110 milh√Ķes. Ocultaram que o mandato da atual gest√£o, que negocia a venda do futebol do Club de Regatas Vasco da Gama, ainda est√° sub judice. E que ao negociar nosso futebol, a diretoria abriu m√£o da miss√£o estabelecida por eles mesmos no documento "Declara√ß√£o de Compromissos", divulgado durante a campanha, que era: "Elevar, atrav√©s de conquistas desportivas nos territ√≥rios nacional e internacional, as cores e os valores vasca√≠nos, em especial no futebol, sendo, de forma incondicional, o representante m√°ximo na defesa da diversidade na sociedade brasileira em conson√Ęncia com a ‚ÄėResposta Hist√≥rica', carta que consideramos o nosso batismo." Ocultaram que durante a vota√ß√£o online da Assembleia Geral Extraordin√°ria (AGE) que decidiu sobre a inclus√£o da Sociedade An√īnima do Futebol (SAF) no estatuto do clube, grande parte dos s√≥cios (aproximadamente seis mil) foram impedidos de votar. Ocorreram tamb√©m v√°rias ilegalidades como a vota√ß√£o de dois s√≥cios j√° falecidos. Tivemos ainda ao final desse mesmo dia, uma entrevista dada pelo Presidente do Vasco na qual ele afirmou: "...ent√£o, esse modelo, se exauriu (se referindo ao clube associativo). N√£o existe mais esse modelo. O Vasco n√£o tem sa√≠da se persistir nesse modelo. Infelizmente a gente n√£o construiu um Vasco para esse modelo, a gente destruiu o Vasco para esse modelo. √Č diferente." Ocultaram a pequena expertise da empresa 777 Partners em gerir neg√≥cios de futebol e sua incompet√™ncia logo no 1¬ļ ano da 1¬™ experi√™ncia: o Genoa da It√°lia. O clube italiano acabou rebaixado ap√≥s ter permanecido 15 anos seguidos na S√©rie A, um campeonato onde apenas tr√™s equipes caem. Fora do futebol, a fama da empresa entre funcion√°rios e ex-funcion√°rios n√£o √© das melhores: ela possui contra si den√ļncias de negociatas, nepotismo, falta de meritocracia nas decis√Ķes e o principal, atraso de pagamentos e at√© calote nos sal√°rios. Ocultaram que o empr√©stimo tomado junto √† empresa 777 Partners no in√≠cio do ano e que tinha como objetivo viabilizar as finan√ßas do clube at√© o fim de 2022, segundo a pr√≥pria gest√£o atual, acabou em apenas tr√™s meses. Ocultaram que existem outras solu√ß√Ķes propostas por s√≥cios e grupos de vasca√≠nos que n√£o v√£o acarretar na perda do controle acion√°rio do Vasco sobre o seu futebol. Eventos como o acesso para a 1¬™ divis√£o, a grande verba gerada pela cria√ß√£o da Libra, ou a venda de jogadores podem desafogar as finan√ßas no curto prazo, sem a necessidade de perder o futebol do clube. A assinatura do contrato de venda √© para sempre e n√£o tem volta. Ocultaram que no parecer da Comiss√£o Especial, apesar de recomendar a venda, existem pontos de risco para a Associa√ß√£o que est√£o sendo ignorados pela atual gest√£o. Nos pareceres elaborados pelos benem√©ritos Luis Manuel Fernandes e Alexandre Bittencourt, s√£o apontados riscos maiores ainda como: o conflito de interesses entre objetivos do clube e do comprador, n√£o h√° garantia da manuten√ß√£o de investimentos nem op√ß√Ķes de sa√≠da ap√≥s 2026, n√£o h√° prote√ß√£o contra revendas r√°pidas, o Vasco pode virar barriga de aluguel de clubes europeus, s√≥cios do CRVG perder√£o direitos, possibilidade real de perda do Est√°dio de S√£o Janu√°rio, falta de clareza no mecanismo de solidariedade pr√©-SAF, n√£o foram estipulados pagamentos extras pela compradora nem poss√≠veis indeniza√ß√Ķes ao CRVG, n√£o h√° regras claras para evitar corrup√ß√£o e lavagem de dinheiro, faltam garantias de capacidade de pagamento pela compradora e existem desvantagens para o CRVG em caso de inadimpl√™ncia. Por fim, ocultaram que o contrato ainda permanece oculto dos s√≥cios, que votar√£o com base apenas em relatos da atual gest√£o. Recentemente soube-se que tal contrato n√£o ser√° assinado com a 777 Partners como divulgado amplamente pela m√≠dia, e sim, com uma empresa chamada 777 Carioca que possui s√≥cios ocultos e foi criada dia 16/02/2022, dois dias ap√≥s o in√≠cio da viagem de neg√≥cios do atual Presidente do Vasco da Gama para os Estados Unidos. Essa empresa foi aberta no Estado de Delaware, o maior para√≠so fiscal dos EUA, que possui mais empresas que habitantes, famoso por incentivos fiscais e tamb√©m pelas empresas de fachada para lavagem de dinheiro. Fica nosso apelo aos s√≥cios do Club de Regatas Vasco da Gama: n√£o deixem a mais bela hist√≥ria do futebol mundial acabar. Voc√™s s√£o os maiores respons√°veis por termos o Vasco at√© hoje. Nesse mesmo m√™s, h√° 124 anos, nossos pais e av√≥s iniciaram um legado de honra e valores que n√£o visam unicamente o triunfo dentro do campo, por isso o vasca√≠no √© um problema para a grande m√≠dia. Nossas conquistas, alcan√ßadas atrav√©s da uni√£o de pessoas que superaram suas diferen√ßas em prol do bem comum, √© um exemplo para nossa na√ß√£o que est√° cada vez mais dividida. Somos um clube criado pela coopera√ß√£o entre os trabalhadores de todas as classes sociais. Somos um clube cat√≥lico, que tem como s√≠mbolo de f√© um massagista pai de santo da Umbanda. Somos o clube que colocou no mesmo time, sob as mesmas camisas negras, mesti√ßos, pretos e brancos e foi campe√£o logo em seu primeiro ano na 1¬™ divis√£o. Somos o clube do homem, da mulher, do homossexual, do jovem, do idoso e da crian√ßa. Somos o clube da uni√£o, batizada pela Cruz. Que tem em suas m√£os a solu√ß√£o para seus problemas, e n√£o deposita sua f√© em gringos aben√ßoados pelo deus mercado. Votemos com essa consci√™ncia e n√£o permitamos que nosso clube, fruto da uni√£o luso-brasileira, torne-se somente mais um neg√≥cio de rentistas norte-americanos. J√° atravessamos situa√ß√Ķes mais dif√≠ceis e superamos. Constru√≠mos com nossos pr√≥prios recursos, suor e amor a nossa casa: S√£o Janu√°rio. O templo dos oper√°rios e exclu√≠dos, o ber√ßo do sal√°rio m√≠nimo e da CLT, que poder√° em breve estar nas m√£os de quem nada produz, de uma empresa que vive de especula√ß√Ķes e apostas, e que agora quer jogar com a nossa maior paix√£o: o Club de Regatas Vasco da Gama. "Eu vou torcer... / Aqui eu ergui meu templo para vencer Eu j√° lutei por negros e oper√°rios / Te enfrentei, venci, fiz S√£o Janu√°rio Camisas Negras que guardo na mem√≥ria / Gl√≥ria, lutas, vit√≥rias esta √© minha hist√≥ria Que honra ser... / Saiba eu sou vasca√≠no, muito prazer Jamais ter√°s a cruz, este √© meu batismo / Eu tive que lutar contra o teu racismo Veja como √© grande meu sentimento / E por amor ergui este monumento" Brasil, 03 de Agosto de 2022, ano do Bicenten√°rio da Independ√™ncia. Fonte: Vascoeucompro.site