Netvasco
Clube
Notícias
Futebol
Esportes
História
Torcidas
Mídia
Interativo
Multimídia
Download
Miscelânea
Especial

Busca pesquisar

Celular
FAQ
Orkut
RSS
Twitter
Chat
Vídeos

NETVASCO - 09/05/2009 - SÁB - 18:12 - VASCÃO ESTREIA COM VITÓRIA NA SÉRIE B: 1 A 0 NO BRASILIENSE

Os torcedores já avisavam na música criada para empurrar o time na Série B e cantada antes mesmo de o time entrar em campo: "Ih para a Primeira eu vou subir / E da Segunda eu vou passar / Na alegria ou na tristeza / Eu nunca vou te abandonar / Oh, Vasco olê, olê, olê / Vasco olê, olê, olê / Vasco olê, olê, olê". E a torcida, realmente, não abandonou o time. Sem silenciar por um minuto, empurrou o Vasco na vitória por 1 a 0 sobre o Brasiliense, neste sábado, em São Januário, na estreia do clube na Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogo foi difícil, batalhado. Contra um adversário perigoso, que assustou por vários momentos. Mas com um gol de Rodrigo Pimpão, no segundo tempo, o Vasco conseguiu dar o primeiro passo da longa caminhada que terá pela frente para voltar à elite do futebol brasileiro. Agora, o time carioca enfrenta na segunda rodada o Ceará, em Fortaleza, no próximo sábado. No mesmo dia, o Brasiliense encara o Campinense, em casa.

Dentro de São Januário, a festa foi grande antes da partida. Além das tradicionais músicas, os torcedores estenderam faixas enormes de apoio. Uma delas dizia ‘Sempre do seu lado’ em letras gigantes.

Para completar, o atacante Aloísio, de 34 anos e que estava no Qatar, foi apresentado como reforço para a disputa da Série B. Mostrando já estar em casa, ele não teve receio de passar no meio da torcida. Tirou fotos, foi abraçado, deu autógrafos. E já caiu no gosto dos cruzmaltinos.

- Quero agradecer a todos os times que me fizeram proposta, mas o meu coração me mandou vir para cá principalmente pelo projeto. Eu gosto de desafios - disse Aloísio, que assistiu ao jogo em um camarote de São Januário.

A única notícia ruim foi a lesão de Tiago. Antes do jogo, o goleiro teve um problema no menisco do joelho direito e vai precisar operar nesta segunda-feira. Com isso, ele deve ficar cerca de 30 dias fora do time. Fernando Prass foi escalado em seu lugar para a partida.

O JOGO

O Vasco começou a partida motivado e pressionando. Carlos Alberto, com um novo penteado e de chuteiras vermelhas, comandava o time. Aos quatro minutos, o meia tentou um chute de fora da área. A bola foi para fora. Logo em seguida Rodrigo Pimpão recebeu passe na área, mas bateu pressionado e o goleiro Guto defendeu sem dificuldade.

O jogo era bastante movimentado. Empurrado pela torcida que lotou São Januário, o Vasco seguia tentando. Aos 13 minutos, Paulo Sérgio cruzou pela direita e Elton cabeceou para fora com muito perigo. Aos 28, Carlos Alberto e Rodrigo Pimpão tabelaram bem na entrada da área. O chute do meia, porém, saiu nas mãos do goleiro Guto.

Mas faltou também pontaria ao time carioca. Léo Lima e Elton arriscaram de fora da área, mas sem perigo. No final do primeiro tempo, o Vasco queria um pênalti do goleiro Guto em Rodrigo Pimpão. Mas a dividida foi normal e o árbitro paulista Rodrigo Braghetto acertou ao marcar apenas escanteio.

O Brasiliense não ficou apenas se defendendo. E chegou até com mais perigo no primeiro tempo. Por duas vezes, quase marcou. Ailson recebeu na área e chutou cruzado. Fernando Prass ainda tocou na bola, que bateu na trave e para sorte dos vascaínos voltou nas mãos do goleiro. Outra chegada perigosa foi aos 40 minutos. Julio César explorou bem o espaço deixado pelo lateral Ramon pela esquerda, ganhou na corrida de Carlos Alberto, que se esforçava para tentar cobrir o companheiro, e chutou cruzado. A bola passou muito perto do gol de Fernando Prass.

E o primeiro tempo terminava sem gols, mas com os torcedores aplaudindo os jogadores vascaínos. Enquanto isso, alguns torcedores que não conseguiram ingressos tentaram invadir o estádio pelo portão da piscina. Mas foram retirados por policiais após muito corre-corre.

Carlos Alberto parte para o ataque observado por um adversário O Vasco voltou para o segundo tempo tentando manter a pressão. Logo no primeiro minuto, Léo Lima deu excelente passe para Ramon. O lateral perdeu o tempo da bola, tentou driblar o goleiro Guto e acabou desarmado. Em seguida, vários cruzamentos perigosos para área, mas sem ninguém para concluir.

Aos cinco minutos, Carlos Alberto foi derrubado na entrada da área. Ótima oportunidade. Mas o meia cobrou na barreira. Apenas após sete minutos, o Brasiliense conseguiu cruzar o meio-campo tocando a bola.

O primeiro lance de perigo do Brasiliense veio aos 14 minutos. Fábio Júnior arrisco de fora da área e o goleiro Fernando Prass espalmou a bola para escanteio.

Mas o gol vascaíno surgiu aos 16 minutos em uma jogada muito bem trabalhada. Carlos Alberto recebeu pela direita. Marcado por dois adversários, ele tocou para Léo Lima, que dominou e passou para Ramon, sem perder tempo. A bola saiu de um lado para o outro do campo. O lateral então viu Rodrigo Pimpão na área. O toque foi preciso. O atacante dominou e chutou no canto esquerdo de Guto. Vasco 1 a 0. E a torcida, eufórica, começou a cantar "e o sentimento não pode parar". Foi o nono gol de Rodrigo Pimpão na temporada, que divide a artilharia do time com o companheiro de ataque Elton.

A torcida cruzmaltina também não perdia a chance de ironizar a vinda de Adriano para o Flamengo. E lembrava aos rubro-negros que Juninho Pernambucano, um dos maiores ídolos do clube na última década, um dia vai voltar do Lyon, da França.

Com a vantagem, o Vasco procurou administrar a partida. E só levou um susto quando uma sobrou limpa para Fábio Júnior na área. Mas o atacante furou feio. Para a sorte dos cruzmaltinos. E a primeira missão foi cumprida. Aos gritos de "Vamos subir, Vasco! Vamos subir, Vasco!".

GALERIA

[an error occurred while processing this directive]

VÍDEOS


Melhores momentos


Reportagem do Esporte Espetacular

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 BRASILIENSE (DF)

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 9/5/2009 - 16h10

Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Auxiliares: Claudson Lincoln Beggiato (SP) e Dante Mesquita Júnior (SP)

Renda/público: R$ 323.420,00 / 13.606 pagantes (15.446 presentes)

Cartões amarelos: Paulo Sérgio e Carlos Alberto (VAS); Pedro Ayub e Juninho (BRA)

GOL: Rodrigo Pimpão, 16'/2°T

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Mateus (Nilton, 22'/2°T), Léo Lima e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão (Alan Kardec, 25'/2°T) e Elton (Bruno Gallo, 36'/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

BRASILIENSE (DF): Guto, Cris, Ailson e César Gaúcho (Ji Paraná, 42'/2°T); Julio César (Chefe, 29'/2°T), Juninho, Pedro Ayub, Iranildo, Éder (Ricardinho, 9'/2°T) e Edinho; Fábio Junior. Técnico: Roberval Davino.

TROFÉU NETVASCO 2009

Dê suas notas agora!

Col.JogadorMédiaCol. no anoMédia no ano
Rodrigo Pimpão8.70297.0951
Carlos Alberto8.45247.5374
Fernando Prass7.8672*7.8672
Amaral7.635713º5.9814
Paulo Sérgio7.58586.9419
Ramon7.36497.3944
Léo Lima6.954615º5.6204
Nilton6.84757.4526
Mateus6.371611º6.0456
10ºÉlton6.33356.8702
11ºVilson6.2489*5.5488
12ºGian Mariano6.1979*5.9095
13ºBruno Gallo5.8845*6.1967
14ºAlan Kardec5.6502*5.4818
* = não classificado (menos de 10 jogos) | Total de votos: 1784

Fonte: GloboEsporte.com (texto, vídeos), Lancenet (ficha, fotos), O Globo on line (fotos), O Dia on line (fotos), Terra (fotos)

índice | envie por e-mail

Anterior: 17:17 - Confira o vídeo de Marcos Palmeira declamando texto de Artur da Távola
Próxima: 18:16 - Rodrigo Pimpão: 'Não fui o herói'