Nenê quer criar fundação para auxiliar familiares das vítimas do acidente da Chapecoense

Segunda-feira, 05/12/2016 - 16:32
comentários

O meia do Vasco da Gama, Nenê, foi um dos jogadores que se comoveram com o acidente aéreo da Chapecoense na última terça-feira. Além de se fazer presente na Arena Condá na quarta-feira, o jogador revelou que quer criar uma fundação para apoiar familiares de jogadores, funcionários e jornalistas que faleceram na tragédia.

Convidado do Resenha ESPN deste domingo, Nenê se mostrou abalado ao falar do acidente e ressaltou a importância de mostrar carinho com a família diariamente e também exaltou a união do mundo diante da tragédia.

“É realmente muito difícil, a gente vê que a vida pode acabar em um sopro. Estamos aqui e amanhã podemos não estar, é realmente algo que temos que dar valor as pessoas que nós amamos, tentar fazer o melhor em tudo e em todos os momentos no nosso trabalho, com nossos familiares mostrar o amor que nós temos por eles, porque tudo pode acabar de uma hora para outra”, disse Nenê, com a voz embargada. “O problema e o que vai ficar de difícil são as pessoas que ficaram, a gente lamenta muito, o mundo se uniu, a gente vê que futebol não e só futebol. O mundo se uniu e o respeito que todo mundo está demonstrando, o valor humano das pessoas isso é uma coisa muito importante, porque acredito que muita gente tinha perdido isso e é algo que as pessoas estão demonstrando que o amor um pelo outro, pela vida isso tem que estar acima de tudo”, completou.

Nenê também aproveitou para contar que pensa em abrir uma fundação para ajudar todas as famílias que tinham nas vítimas o sustento e afirmou que a atitude visa reestruturar os parentes, onde também espaço para voluntários.

“Hoje estava pensando no avião e nem gosto muito de ficar falando isso, comecei a chorar e deus tocou no meu coração para poder fazer alguma coisa e me veio isso na cabeça de criar uma fundação não só para a família dos jogadores, mas (visando) também familiares da imprensa. Às vezes falamos dos jogadores, mas as pessoas que perderam a vida todos tinham família e essas pessoas eram o sustento dessas famílias. Então coloquei no meu coração e quero criar uma fundação para ajudar por um tempo indeterminado, não sei ainda, de reestruturação das famílias, das esposas, dos pais… pra ajudar a sustentar essas pessoas que ficaram”, revelou.

“Aproveito o espaço que estou aqui pra todos que possam querer (ajudar). Não sei ainda como fazer, tem o pessoal da minha assessoria de ter alguma ideia, mas eu quero colocar isso (em pratica) e ajudar as pessoas que ficaram a poder se reestruturar e passar esse momento tão difícil com mais tranquilidade”, finalizou.




Fonte: Torcedores.com