Edmundo estava escalado para cobrir jogo da Chapecoense em Medellín, mas não viajou

Terça-feira, 29/11/2016 - 14:17
comentários

Edmundo, comentarista do Fox Sports, seria uma das vítimas do trágico acidente aéreo que ocorreu madrugada desta terça-feira, entre as cidades de La Union e La Ceja Del Tambo, distante a 40 km de Medellín-COL. Só não viajou devido a um contratempo. O desastre tirou a vida de profissionais da Chapecoense e da imprensa brasileira, como Mário Sérgio, o seu companheiro de emissora. O time catarinense enfrentaria nesta quarta-feira o Atlético Nacional na primeira partida da final da Copa Sul-Americana.

Durante participação no programa “Bom Dia Fox”, Edmundo revelou que estava escalado para comentar o jogo, porém, acabou tendo um contratempo e quem ocupou o seu lugar foi o comentarista Mário Sergio, uma das vítimas fatais do acidente. Além do ex-jogador de Grêmio e Internacional, a Fox perdeu o narrador Deva Pascovicci, o comentarista Paulo Julio Clement, o repórter Victorino Chermont, o repórter cinematográfico, Rodrigo Santana e o produtor Lilacio Júnior.

O acidente aéreo deixou 75 mortos e apenas três sobreviventes: o goleiro reserva Follmann, o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto e o jornalista Rafael Henzel, da Rádio Oeste Capital, de Chapecó.

A lista de mortos da imprensa ainda tem: Guilherme Marques (Globo), Giovane Klein (RBS TV), André Podiacki (Diário Catarinense), Renan Agnolin (Rádio Oeste Capital FM), Gelson Galliotto (rádio Super Condá), Ari Júnior (Globo), Bruno Silva (RBS TV), Laion Espíndula (Globoesporte.com), Fernando Scharadong, Douglas Dorneles (Rádio Chapecó), Guilherme Laars (Globo), Djalma Neto (RBS TV) , Edson Ebeliny e Jacir Biavatti.




Fonte: Torcedores.com