Média de idade dos reforços do Vasco para o ataque está em torno dos 30 anos

Sexta-feira, 17/02/2017 - 14:39


Após conseguir um acesso sob fortes emoções para a Série A, o então técnico Jorginho frisou que o Vasco precisava de uma renovação em seu elenco para 2017. Referia-se ao desequilíbrio de idade no elenco, que tinha muitos jogadores acima dos 30 anos e outros tantos ainda com idade para disputar torneios sub-20. Veio um novo ano, Jorginho foi demitido e o clube segue sem se desvencilhar totalmente do perfil “trintão” de seus reforços ofensivos, embora tenha dado alguns passos no sentido de rejuvenescer a equipe.

A chegada de Luis Fabiano, anunciada pelo clube nesta sexta-feira em suas redes sociais (veja na imagem abaixo), mantém o perfil de buscar jogadores na casa dos 30 anos para o setor ofensivo. O centroavante, que completou 36 anos em novembro, dividirá com o zagueiro Rodrigo o posto de jogadores mais velhos do elenco. Com a vinda do “Fabuloso”, a média de idade dos reforços do ataque permanece próxima aos 30.

As primeiras contratações efetuadas pelo presidente do clube Eurico Miranda para esta temporada já indicavam a predileção por atletas mais velhos. O presente de Natal prometido por Eurico à torcida foi o meia-atacante argentino Damián Escudero, que completa 30 anos em abril. Depois dele vieram o meia Wagner, de 32 anos, e o atacante Muriqui, de 30.

Na segunda leva de contratações, porém, o Vasco passou a fazer movimentos por atletas mais jovens. O clube acertou primeiro com o rápido ponta Kelvin, de 23 anos, que pertence ao Porto e estava no São Paulo. Nesta semana, anunciou o atacante colombiano Andrés “Manga” Escobar, de 25, que atuava no Millonarios-COL. Mas ao acertar com Luis Fabiano o clube vê um re-envelhecimento: a média de idade dos reforços citados fica em 29,2 anos.

Além das novidades trazidas em 2017, o Vasco tem jogadores ofensivos acima dos 30 anos que são remanescentes da última temporada. O principal deles é ninguém menos que o meia Nenê, principal jogador do time, que tem 35 anos. Outros nomes experientes na linha de frente são o meia Andrezinho, de 33 anos, e o atacante Éder Luis, de 31 - ambos têm ficado no banco de reservas desde que o técnico Cristóvão Borges assumiu a equipe.




Fonte: O Globo Online

|