Juniores: Herói do Vasco na Copa SP, João Pedro já pegou pênalti de Nenê e é fã de Martín Silva e Jefferson

Quarta-feira, 11/01/2017 - 19:15


Em um treino do time profissional do Vasco em 2016, um goleiro da base participava de costumeira brincadeira de Nenê no fim da atividade. Batendo pênaltis, o camisa 10 parou na agilidade de João Pedro. Naquele momento, o jovem de 18 anos mostrava ao principal jogador cruz-maltino sua principal característica, que voltou a ser exibida na vitória nos pênaltis do sub-20 vascaíno sobre o Botafogo-SP, pela segunda fase da Copa São Paulo de Juniores, por 4 a 2.

- Foi um dia especial porque é muito difícil o Nenê perder uma penalidade, ele é um excelente batedor e um excelente atleta. Foi difícil, ele disse que iria bater três pênaltis e eu queria pegar um desses três. No primeiro pênalti, eu consegui acertar o canto, mas não consegui pegar. No segundo, eu consegui pegar e no terceiro ele fez. É sempre bom treinar com os profissionais, lá você aprende bastante. Procuro dar o meu máximo para poder voltar mais vezes ao profissional - disse o goleiro ao GloboEsporte.com.

Os treinos com Nenê fizeram efeito. Nesta Copinha, João defendeu dois pênaltis. O primeiro garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Rio Branco-ES, ainda na fase de grupos; o segundo foi na disputa decisiva com o Botafogo-SP, após empate em 1 a 1 no tempo normal. Para o goleiro, além do treino e do estudo, é preciso ter malandragem na hora da cobrança.

- (Disputa de pênalti) depende da minha capacidade. Em todo momento, observo a batida dos jogadores do time adversário. Quando o jogo vai os pênaltis, o meu treinador de goleiro Rodrigo me passa informações dos batedores para que eu possa acertar o canto. Busco sempre acertar o lado, mas sempre tem uma malandragem na hora da cobrança.

- Hoje o João é um bom exemplo do modo de trabalho de formação do clube. Estando há seis anos no clube, seguiu toda a progressão do trabalho, evoluindo valências físicas, técnicas e psicológicas. O clube aposta em ter o controle dos atletas desde mais novos, controlando os dados de evolução e, assim, podendo corrigir os fatores que podem atrapalhar este processo - disse Rodrigo Pinheiro, preparador de goleiros que trabalha com João desde o sub-15.

Martín e Jefferson: referências

João tem dois ídolos na posição. Com o uruguaio Martín Silva, procura aprender sempre que treina com os profissionais. Entre os brasileiros, ele derrete-se por Jefferson, do Botafogo. Afinal, o arqueiro alvinegro já pegou pênalti até de Messi, pela seleção brasileira.

- Além do Martín Silva, com quem eu já tive a honra de treinar, eu admiro muito o Jéfferson. É um goleiro que sempre mostrou uma capacidade muito grande. Foi para a Seleção e pegou até pênalti de jogadores importantes, como o Messi, que ficou entre os três melhores do mundo outra vez. Agora, infelizmente, ele está machucado, porém sempre foi uma barreira nos jogos que disputou. Não tem como não ser fã dele - elogiou.

Agora, o Vasco enfrenta o São Carlos na terceira fase da Copinha. A classificação quebrou um jejum do clube de 14 anos sem conseguir avançar tão longe na competição.

João Pedro tenta a defesa em disputa de pênaltis contra o Botafogo-SP
João Pedro tenta a defesa em disputa de pênaltis contra o Botafogo-SP



Fonte: GloboEsporte.com

|