Juniores: Vasco vence o Botafogo-SP nos pênaltis e está na 3ª fase da Copa São Paulo

Terça-feira, 10/01/2017 - 18:09


O Vasco venceu o Botafogo-SP nos pênaltis, após empatar no tempo normal por 1 a 1, e está na terceira fase da Copa São Paulo de Juniores.




Fonte: NETVASCO (texto), Flickr oficial do Vasco (foto)


Nos pênaltis, Vasco bate Botafogo-SP e encerra tabu de 14 anos na Copinha

Depois do empate no tempo regulamentar - Paulo Victor e Murilo marcaram para as duas equipes, um em cada tempo -, o Vasco foi mais competente nos pênaltis e venceu por 4 a 2 o Botafogo-SP, avançando para a terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O que não acontecia desde 2003. O time cruz-maltino enfrenta o vencedor entre os paulistas São Carlos e Independente - marcado para 19h desta terça-feira.

Melhor no primeiro tempo, o Vasco criou algumas chances antes de marcar. Duas delas com Dudu. Em bonita jogada de Robinho, o camisa 19 soltou a bomba em cima do goleiro Talles. Pouco depois, ele recebeu na área, fintou, mas chutou por cima. O gol do Vasco saiu em contra-ataque. Paulo Victor entrou na área e foi derrubado por Geisandro. Ele mesmo bateu e guardou: 1 a 0 para o Vasco, aos 39 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo a história foi bem diferente. O Botafogo foi para cima do Vasco, que não conseguiu sair de seu campo de defesa. O time de São Januário até se defendeu bem, mas falhou em momento decisivo. O volante Murilo subiu bonito e cabeceou para o chão, vencendo o goleiro João Pedro, que não tinha muito o que fazer.

Na disputa de pênaltis, o atacante Teixeira bateu no travessão. Depois, Hercules parou na boa defesa de João Pedro. Os vascaínos converteram todas as penalidades máximas. Por último, o zagueiro Arthur deslocou o goleiro Talles e foi comemorar com os companheiros.





Fonte: GloboEsporte.com


Nos pênaltis, Vasco vence Botafogo (SP) e avança na Copinha

O tabu chegou ao fim! Na tarde desta terça-feira (10/01), no Estádio Agostinho Prada, em Limeira (SP), o Vasco da Gama venceu o Botafogo (SP) e voltou a ultrapassar a segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior após 14 anos. O triunfo cruzmaltino foi conquistado nas cobranças de pênalti pelo placar de 4 a 2, após empate por 1 a 1 no tempo normal.

Com a bola rolando, Paulo Vitor marcou para o Gigante da Colina. Nas penalidades, Hugo Borges, João Victor, Linnick e Arthur balançaram as redes. O goleiro João Pedro voltou a justificar a fama de pegador de pênaltis e defendeu uma cobrança. Na próxima fase, o Cruzmaltino enfrentará o São Carlos (SP), que venceu o Independente (SP) por 3 a 2 nesta noite.

O JOGO

O Vasco entrou em campo com a proposta de pressionar a saída de bola e não deu chances para o Botafogo na etapa inicial. A equipe paulista ensaiou uma pressão no começo, mas foi o Gigante que dominou as ações no primeiro tempo. Aos 13, Dudu cobrou escanteio e Arthur cabeceou com perigo. Três minutos depois, Talles, goleiro rival, fez um milagre após forte chute de Dudu. O Cruzmaltino seguiu atacando e quase abriu o placar aos 27, quando Rafael França lançou Dudu e ele finalizou por cima.

A boa atuação vascaína foi coroada aos 34 minutos. quando Paulo Vitor foi lançado e acabou sendo derrubado na grande área. Na cobrança do pênalti, o camisa 9 demonstrou categoria e mandou a bola para o fundo das redes: VASCO 1 x 0. O gol trouxe ainda mais tranquilidade ao Almirante, que desperdiçou uma grande chance antes do árbitro encerrar o primeiro tempo. Aos 40, Gabriel Buriche escapou pela direita e cruzou na medida para Felype Hebert. O atacante se antecipou ao marcador e testou perto da trave.

Em desvantagem, o Botafogo se lançou ao ataque na etapa final. O Vasco, por sua vez, passou a apostar nos contra-ataques. Num deles, aos 14 minutos, Hugo Borges tentou encobrir Talles e quase foi feliz. O goleiro se recuperou na última hora e espalmou para escanteio. Na base da ligação direta, o time de Ribeirão Preto tentou chegar, mas só conseguiu assustar aos 29 minutos, quando Murilo aproveitou cruzamento da esquerda e empatou a partida no Estádio Agostinho Prada: Botafogo (SP) 1 x 1.

Com o placar igual, a decisão da vaga acabou indo para as cobranças de pênalti. Nelas, o Vasco foi eficiente e acertou suas quatro batidas, com Hugo Borges, João Victor, Linnick e Arthur. O Botafogo (SP), por sua vez, desperdiçou duas penalidades. Primeiro, Teixeira acertou o travessão. Depois, Hércules parou em grande defesa do goleiro vascaíno João Pedro, que voltou a justificar a fama de pegador de pênaltis. Fim de jogo, triunfo cruzmaltino por 4 a 2 e vaga na terceira fase garantida.

Escalação do Vasco: João Pedro, Gabriel Buriche, Athyla, Arthur e Elias (Alexandre); Rafael França, João Victor e Dudu (Hugo Borges); Robinho (Linnick), Felype Hebert (Patrick) e Paulo Vitor. Treinador: Marcus Alexandre.

Paulo Vitor comemora gol marcado no tempo normal
Paulo Vitor comemora gol marcado no tempo normal
João Victor distribuindo o jogo durante o primeiro tempo
João Victor distribuindo o jogo durante o primeiro tempo
Dudu teve boas oportunidades durante a partida
Dudu teve boas oportunidades durante a partida
João Pedro recebe orientações do treinador de goleiros Rodrigo
João Pedro recebe orientações do treinador de goleiros Rodrigo



Fonte: Site oficial do Vasco


Galeria












































Fonte: Flickr oficial do Vasco

|